14/06/2018
Governo adia para julho plano para reduzir custo com subsídios na conta de luz

O governo federal adiou para julho a data prevista para conclusão de um plano para a redução de despesas com subsídios repassadas às tarifas de energia elétrica, de acordo com publicação do MME no Diário Oficial da União desta segunda-feira. Um relatório final sobre o plano deverá ser concluído até 15 de julho, segundo portaria da pasta, ante um prazo anterior que se encerraria em 15 de junho. Os subsídios custeados pela CDE, cujo custo é repassado às tarifas de energia, devem consumir quase R$ 19 bilhões neste ano, contra R$ 16 bilhões em 2017. Eles têm sido apontados pelo governo e por especialistas como um dos vilões da elevação nas contas de luz. Um relatório inicial do MME sobre os planos para a redução dos subsídios, divulgado em maio, apontou propostas como uma redução no alcance da chamada tarifa social, que contempla famílias de baixa renda com descontos. A proposta prevê, entre outros pontos, cortar cerca de 35% dos beneficiários da tarifa social, que com isso seria restrita a cadastrados no programa social Bolsa Família, o que reduziria em cerca de R$ 800 milhões por ano o custo com os subsídios. (O Globo – 11.06.2018)


 


 



Desenvolvido por Graphos e MBA Comunicação