27/11/2018
Preço horário vai demandar cuidado com intenso volume de dados

Previsto para entrar em vigor em 2020 e com a operação sombra programada para o ano que vem, o preço horário deverá exigir dos agentes de mercado um cuidado maior com o volume de dados necessários para a operação. De acordo com Edson Silva, diretor de estratégia e regulação da Engie Brasil Energia, muita informação vai precisar ser acessada. Segundo ele, a empresa já vem se preparando e ao longo desse ano, com uma estrutura para atuar nessa área, aumentando o efetivo e investindo em automação de processos, com o uso de robôs para acessar informação e processar os casos. Com atuação em vários países do mundo, a Engie vem contando com auxílio internacional para esse processo. (Agência CanalEnergia – 23.11.2018)



Desenvolvido por Graphos e MBA Comunicação