11/10/2019
MME confirma saída do secretário de energia elétrica


Segundo a carta escrita pelo ministro Bento Albuquerque, Ricardo Cyrino pediu para deixar o governo


WAGNER FREIRE, DA AGÊNCIA CANALENERGIA, DE SÃO PAULO (SP)


O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, confirmou a saída de Ricado Cyrino, secretário de Energia Elétrica, em carta, na qual a Agência CanalEnergia teve acesso nesta quinta-feira, 10 de outubro. A Agência Infra antecipou ontem a troca de membros no ministério, apontando como substituto Rodrigo Limp, diretor da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). A carta não esclarece o motivo da saída de Cyrino, que pediu para deixar o cargo público.


“Após ter exercido o cargo de Secretário de Energia Elétrica, no período de 22 de janeiro a 10 de outubro de 2019, despede-se, hoje, do Ministério de Minas e Energia, a pedido, o senhor Ricardo de Abreu Sampaio Cyrino, tendo cumprido, com louváveis competência, serenidade, dinamismo, zelo e abnegação, todas as missões que lhe foram confiadas”, diz a carta assinada por Albuquerque.


Segundo o ministro, Cyrino seria inteligente, simples, comprometido e que teria ganhado a confiança, o respeito e a admiração dos servidores e colaboradores do ministério. “Senhor Ricardo Cyrino, valoroso colaborador de todas as horas, particular e dileto amigo… Que bons ventos e mares tranquilos, sempre iluminados pelo Nosso Senhor dos Navegantes, continuem a acompanhá-lo na sua nova singradura. Votos extensivos à sua esposa Silvia e aos seus filhos Adriana e Cristiano, dos quais, pude contar com a compreensão, ao terem aceitado a injusta divisão do seu tempo e da sua atenção”, conclui Albuquerque.



Desenvolvido por Graphos e MBA Comunicação